21 de setembro de 2010

Alimentação Norte-Americana: a grande surpresa!

      Peço desculpas em primeiro lugar, pela demora em postar, depois das férias, duas semanas corridas e curtas que me impediram de postar antes. Desde minha volta, estou anciosa para compartilhar com vocês a grande surpresa que tive ao chegar nos Estados Unidos. Ressalto, pois acredito que isto seja de suma importância, que estive em regiões turísticas e talvez por isso, meus achados e minhas observações apresentem um viés. Fui preparada para me deparar com os obesos mórbidos que da última vez, me chamaram atenção. Posso dizer, que em doze dias de viagem o que vi foram 4 pessoas obesas nestas proporções.
     Vi muito mais que um povo com hábitos alimentares errôneos, políticas governamentais fortes de controle à obesidade, sobrepeso, excesso de sal e açúcar na dieta. Nova Iorque me mostrou políticas de controle a tudo que isso, dignas de causarem inveja ou melhor, de serem incorporadas ao nosso país. Assim como as campanhas políticas que poluem nossas ruas, campanhas de promoção a saúde, como faixas ao redor do Central Park com dicas como: pratique mais atividade física, controle a quantidade de gordura saturada na sua dieta, tenha uma alimentação saudável e colorida... Mais do que redes de fast foods a cada esquina, buffet de saladas em cada buteco e o melhor de tudo, filas de pessoas para comprarem. Frutas, frutas e mais frutas, no estilo fast food sim, descascadas, picadas e com um talher em anexo.
      Todos as redes de fast foods são obrigadas a  expor composíção nutricional dos alimentos no balcão, em letreiros e com letras passíveis de serem lidas. Todas as principais marcas de cerveja já apresentam sua versão Light.  Foi-se o tempo em que as pessoas não tinham acesso à informação e erravam por desconhecimento (reconheço que mesmo eu, como nutricionista fui alarmada por estes letreiros). O hábito de fast foods não desapareceu, é da rotina de vida deles não ter tempo de parar para comer mas no entanto, a indústria alimentar adaptou-se. As redes de supermercardo já vendem iogurte com granola prontos para consumo, anexados de uma colherzinha.Ninguém precisa ir para casa desinfetar saladas para consumi-las. Elas estão prontas e acessíveis para aqueles que quiserem desfrutar...
     Realmente foi uma grande (e deliciosa) surpresa ver a mudança que os padrões alimentares vem sofrendo por aquelas bandas e pretendo ainda, postar muito a respeito. Só espero, como mil vezes comentei por lá, que o Brasil consiga também incorporar os hábitos mais saudáveis e possamos dar também esta volta por cima, coisa que mais uma vez, os Estados Unidos parece ser pioneiro (seja por necessidade, seja por sinal de desenvolvimento). Siga acompanhando e surpreenda-se também!
Abaixo algumas das fotos que fiz para vocês:

Um comentário:

taniuska disse...

Nossa que incrível, a imagem que temos realmente é somento dos fast foods, muito legal esse post. Parabéns!

Tani Aráuz