24 de novembro de 2009

ALIMENTAÇÃO NA ITÁLIA


Tive o privilégio de fazer dois meses de estágio, vivendo em Roma na Itália e por isso achei interessante falar um pouco da alimentação tãooo conhecida deste país. A olhos nus a primeira coisa que é possível de ser notada é que o número de sobrepesos e obesos é mínima, chega a chocar (no bom sentindo!). Quando eu conto isso a primeira pergunta que todos me fazem é a seguinte: mas como, comendo tanta massa?? Bom, primeiro que massa não é um vilão como ja falamos anteriormente, segundo as porções são de fato bem menores que no Brasil e por mais incrível que pareça os molhos não têm a mesma qualidade, dismistificando a tão conhecida comida italiana. Em toda Itália, em qualquer restaurante (incluindo os locais com buffet, que são pouco comuns),há sempre divisão dos pratos, o "primo piato"(primeiro prato) inclui massas, risotos ou algum carboidrato semelhante. O "secondo piato" (segundo prato) seriam as carnes acompanhadas ou não de legumes, ou batatas...algum "contorno"como é chamado. No entanto, dificilmente observa-se italianos comendo o primo e o secondo piato juntos como aqui no Brasil frequentemente comemos. Outra coisa que encanta é a quantidade de saladas e verduras (e que são bem variadas) que eles tem o hábito de comer e isso inclui crianças. As saladas não são baratas de serem compradas em restaurantes, normalmente acompanhando mussarela de búfala ( a melhor do mundo!). Todos restaurantes apresentam opções de secondo piato para vegetarianos como berinjela a parmeggiana, abobrinha a quatro queijos...Pizzas a tallo (pedaço de pizzas) são vendidas em todas esquinas e incluem os mais diversos ingredientes. O funghi é muito barato e é utilizado como um dos principais ingredientes na preparação dos pratos, bem como o tartufo. Leite condensado, arroz branco, feijão são produtos realmente raros de serem encontrados. Quanto aos doces, muitos folhados com a massa sabor limão e acompanhados de chocolate ou de Nutella (como utilizam a nutella para tudo0. Italianos não tem o hábito de comer coisas salgadas no café da manhã, o mais comum são os croissants de chocolate, sem nada ou de marmelada. Alias nunca vi tanta variedade de chocolates numa cidade, acho que nem na Suiça e para terminar, não poderia deixar de falar do sorvete italiano que esse sim merece meus cumprimentos pela qualidade e pelo sabor, deixo como dica os de frutas como o de melão, abacaxi e limão que além de maravilhosos são refrescantes. Tudo isso claro regado a um bom vinho ou uma grapa em pequenas quantidades no café (aquele italiano)...

3 comentários:

Alberto Ottaviano disse...

Conheceu o Dr.Migliaccio(nutricionista)?

Thaise disse...

Oi, então como é a profissão de nutricionista na Itália? É reconhecida?

Fernanda Zambelli disse...

Olá!
Sou fisioterapeuta especializada em oncologia.
Preciso de uma indicação de nutricionista em São Paulo para uma paciente minha que é italiana e que com certeza não quer fazer a dieta clássica do Brasil. Vc conhece alguém? Ou vc da algum tipo de assistência a distancia? Obrigada.